Rádio Central Angico - Ba: TAPETÃO / CBF teria oferecido R$ 4 milhões para Lusa desistir de ações e jogar Série B

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

TAPETÃO / CBF teria oferecido R$ 4 milhões para Lusa desistir de ações e jogar Série B



O Campeonato Brasileiro de 2013 parece cada vez mais longe de acabar. Depois de torcedores da Portuguesa conseguiram na Justiça Comum uma liminar obrigando a CBF a devolver os pontos perdidos pelo clube no tapetão, e da subsequente resposta de um torcedor do Fluminense, que por sua vez conseguiu liminar determinando que a CBF mantenha a decisão do Tribunal Desportivo e garanta o Flu na primeira divisão, a entidade resolveu agir para tentar acabar de uma vez por todas com o imbróglio - e de maneira nada sutil.

De acordo com informações da ESPN Brasil, divulgadas no programa Sportcenter, a CBF teria enviado um docmento à diretoria da Portuguesa oferecendo R$ 4 milhões para que o clube desista das ações na Justiça Comum e Desportiva e acate a decisão do STJD de disputar a segundona. O dinheiro seria uma espécie de empréstimo, referente ao adiantamento da participação da Lusa na Série B.

A CBF ainda oferece prazo até 2015 para que o clube devolva o dinheiro sem júros, em parcelas de R$400 mil ao mês.

A emissora exibiu o documento e afirmou que a Portuguesa teria decidido não aceitar a oferta. A proposta contem seis cláusulas que o clube deveria aceitar para receber os R$4 milhões. Os pontos de destaque do documento são:

- A Portuguesa renuncia de forma irrevogável e irretratável seu direito a questionar junto ao Poder Judiciário ou ao Tribunal Arbitral do Esporte (Suíça), obedecendo o que dispõe [...] da decisão proferida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva - STJD.

- A Portuguesa renuncia de forma irrevogável e irretratável ao direito de disputar o Campeonato Brasileiro da Série A de 2014, como qualquer decisão do Poder Judiciário ou qualquer outro Tribunal venha a lhe conceder esse direito por decisão de qualquer natureza, inclusive liminar, antecipação de tutela ou por decisão tramitada em julgado.

Na última rodada do Brasileirão do ano passado, Portuguesa e um time carioca escalaram jogadores em situação irregular na última rodada do campeonato, contra Grêmio e Cruzeiro, respectivamente. Ambas as equipes perderam quatro pontos cada uma, um cenário que terminou por livrar o Fluminense da queda.

Desde então, os times lutaram no tribunal para provar que não houve dolo, mas acabaram derrotados em todas as instâncias da justiça desportiva, o que levou a ações de torcedores na Justiça Comum. Até agora, não há uma definição sobre como ficará a situação do campeonato em 2014.
País da Copa

Nenhum comentário:

Postar um comentário