Rádio Central Angico - Ba: Idosa descobre feto morto que carregava no abdômen há 44 anos

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Idosa descobre feto morto que carregava no abdômen há 44 anos

 

Uma idosa de 84 anos descobriu, na última sexta-feira (7), que carrega um feto no abdômen há 44 anos ao investigar a possibilidade de ter um tumor na região. A descoberta foi em uma Unidade de Saúde da Família de Natividade, no sudeste do estado de Tocantins. Segundo a ginecologista e obstetra Gesneria Saraiva Kratka, que atendeu a idosa em Porto Nacional, a mulher foi até a unidade fazer exames após sentir náuseas e fortes dores no estômago. A mulher, que é moradora de Natividade, prefere não se identificar. Ela contou à ginecologista que engravidou há 44 anos e, como não haviam médicos na localidade à época, procurou um curandeiro. "A barriga não cresceu mais, o bebê parou de movimentar e ela pensou que tinha abortado", relatou a médica. O feto morreu, mas continuou no abdômen dela. A obstetra explica que a gravidez dela foi ectópica, ou seja, fora do útero. Com o passar do tempo, provavelmente houve uma organização no próprio organismo, que permitiu que a idosa passasse 44 anos sem sofrer complicações na saúde por causa do feto morto. Informações do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário