Rádio Central Angico - Ba: Agricultores se mobilizam e cobram avanço na saúde pública de Jacobina

sábado, 8 de março de 2014

Agricultores se mobilizam e cobram avanço na saúde pública de Jacobina

Cerca de 75 agricultores do município de Jacobina, no norte do estado, ocuparam a sede da prefeitura nesta sexta-feira (7). O grupo participa da "Jornada Nacional de Luta das Mulheres Camponesas" e cobraram uma reunião com o prefeito para tratar da segurança pública e da saúde em várias localidades da região.

Eles foram recebidos pelo prefeito, Rui Macedo (PMDB), e deixaram o prédio depois de cerca de duas horas. No encontro, foram apresentados os projetos que estão sendo desenvolvidos para as questões levantadas. Uma nova reunião foi marcada para o dia 25 de março.

Segundo uma das líderes da mobilização, Erica Anne Oliveira, de 22 anos, estão na pauta de reivindicações melhorias na educação, saúde e questões do direito básico para a população rural. "Foi protocolado na última reunião, em junho do ano passado, a construção de uma unidade de saúde, mas até hoje não tivemos resposta de nada do que foi negociado", disse.

Ainda de acordo com a camponesa, cerca de cinco mil pessoas vivem no distrito do Junco e um único posto de saúde tem dois médicos trabalhando, um dentista e um clínico geral, que não dão conta da demanda.
O grupo pede a criação de uma unidade de saúde satélite, no povoado do Contorno de José Gonçalves, além de novos médicos do programa federal "Mais Médicos" e mais agentes de saúde para áreas desprovidas de atendimento.

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Jacobina informou que os manifestantes não chegaram a ocupar a sede da administração, como foi informado por eles, mas entraram no local para pressionar uma reunião.
As exigências dos manifestantes já vem sendo atendidas pela prefeitura, informa a gestão, a exemplo da construção de uma nova UTI neonatal, UTI para crianças, além de 17 Unidades de Pronto Atendimento (UPA), que estavam fechadas e foram reabertas.

Também foram anunciadas a construção de duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e uma unidade de saúde. A prefeitura também informou que uma unidade de saúde móvel já opera na região e que pode ser uma alternativa para a população.

"Estamos em processo seletivo para novos profissionais e já estamos chamando alguns. Também foi anunciado um banco de investimentos. Os problemas na saúde que temos agora são questões da gestão passada, que não foram entregues e estamos lutando para entregar, como as UPAs e as UTIs. Apenas a SAMU não vamos conseguir resgatar", disse o diretor de comunicação da Prefeitura de Jacobina, Arivaldo Marques Júnior.

Fonte: G1-BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário