Rádio Central Angico - Ba: Zico critica mudanças no posicionamento do ataque do Brasil

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Zico critica mudanças no posicionamento do ataque do Brasil



Reuters

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-camisa 10 do Brasil Zico criticou nesta segunda-feira a formação do ataque da seleção brasileira na estreia na Copa do Mundo contra a Croácia e avaliou que a equipe foi mal montada ofensivamente na partida.

“O posicionamento dos três homens de frente eu não gostei, principalmente a mudança do Hulk para o lado esquerdo. Ele na direita, com Oscar no meio e Neymar na esquerda, é a melhor formação e a equipe fica mais equilibrada”, disse Zico, o maior artilheiro da história do Maracanã, em entrevista coletiva organizada pela Fifa no estádio.

“Mesmo deslocado para a direita, o Oscar fez uma linda partida. O Hulk foi o mais prejudicado porque atuou mais como marcador do que ofensivamente, que é o seu forte”, acrescentou.

O técnico Luiz Felipe Scolari alterou o posicionamento dos três homens de frente na vitória do Brasil por 3 x 1 sobre a Croácia, em São Paulo, em 12 de junho.

Neymar jogou centralizado em vez de aberto pela esquerda, enquanto Oscar trocou o meio pela ponta direita e coube a Hulk jogar pelo lado esquerdo. Oscar foi um dos destaques do jogo, marcando o terceiro gol, e Neymar fez os outros dois.

Mas a vitória brasileira foi suada. A Croácia abriu o marcador com um gol contra de Marcelo e o Brasil só conseguiu a virada após pênalti polêmico sofrido por Fred.

Outra crítica de Zico ao desempenho da seleção brasileira na estreia contra a Croácia foi a exposição do sistema defensivo e os espaços deixados pelo lateral-direito Daniel Alves.

Para ele, a zaga brasileira ficou bastante ameaçada.

“Há dificuldade na cobertura do Daniel Alves. Cruzaram demais e o Thiago Silva não está acostumado no seu time, não pode transferir responsabilidade para o meio da área, tem que evitar. Terminar no início, mas isso da para corrigir”, avaliou.

O ex-camisa 10 da seleção brasileira acompanhou no domingo a vitória da Argentina sobre a Bósnia, por 2 x 1, no Maracanã.

Zico elogiou o desempenho de Messi na segunda etapa, quando o argentino fez um belo gol e foi ajudado por mudanças que deixaram a equipe mais ofensiva.

“O Maracanã merecia um gol de um camisa 10 como esse do Messi”, disse Zico, no dia em que o Maracanã completou 64 anos.

Assim como muitos integrantes da seleção do Brasil, Zico é mais um a torcer por uma final de Copa do Mundo entre Argentina e Brasil, no Maracanã.

“São duas seleções que mostraram ao mundo sua capacidade. Os maiores do mundo estão ai como Pelé, Garrincha, Maradona e Di Stéfano”, disse. “Brasil e Argentina viria a coroar a força dos dois países pelo que representam para o futebol”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário