Rádio Central Angico - Ba: Implantação de adutora para abastecer Jacobina está em fase final

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Implantação de adutora para abastecer Jacobina está em fase final


Obra emergencial será concluída até o final de março 


Água da Barragem de Pindobaçu. Esta é a solução emergencial para garantir a continuidade do serviço de abastecimento de água de Jacobina, município no norte baiano, a 330 km de Salvador, que sofre os efeitos da severa estiagem que dura desde março do ano passado e tem baixado o volume acumulado dos mananciais da região, inviabilizando a produção de água tratada em quantidade suficiente para atender a população. A Embasa está concluindo a implantação de uma adutora de 9 km de extensão e a construção de quatro estações de bombeamento para levar cerca de 120 litros por segundo de água bruta da Barragem de Pindobaçu até a estação de tratamento de água que atende Jacobina. A obra será concluída até o final de março.

A adutora para atender Jacobina integra o projeto de implantação de um sistema integrado de abastecimento de água para abastecer as sedes de Jacobina, Saúde e Caém, além de várias localidades da região, uma obra do Programa Água para Todos que conta com R$ 42 milhões provenientes de recursos federais e próprios da Embasa. Esta etapa emergencial representa um custo de R$ 5 milhões.
Atualmente, Jacobina depende, principalmente, das barragens do Itapicuruzinho, com aproximadamente 30% de sua capacidade total, e de Cachoeira Grande, que encontra-se com apenas 15%. As barragens do Cuia, cedida pela Jacobina Mineração e Comércio, e do Rio do Ouro, de pouco volume acumulado, reforçam o abastecimento do município.

Segundo o gerente da Unidade Regional da Embasa de Senhor do Bonfim, Vinícius Araújo, a seca atual tem sido a mais severa desde 1932. Porém, em função de obras estruturantes realizadas nos últimos anos pelo Governo do Estado, os efeitos são menores. “Se obras importantes não tivessem sido executadas, como a adutora que leva água da Barragem de Cachoeira Grande para Jacobina, em 2009, a população local, hoje, estaria completamente desabastecida”, exemplifica o gestor. Para Vinícius, a implantação da Adutora de Pindobaçu é a solução mais confiável para o abastecimento de Jacobina e região.
Obra

O Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) Jacobina, Saúde, Caém e outras localidades prevê investimento de 42 milhões e possui, em sua totalidade, 60 km de adutora. Destes, 58,5 km já foram assentados. Por causa do distrato entre a Embasa e a empresa que realizou o serviço inicial, a obra foi paralisada, sendo retomada de forma emergencial em duas etapas, a primeira para abastecer a cidade de Saúde, a segunda para abastecer Jacobina. Após esta última, uma nova etapa será realizada, compreendendo a conclusão da Estação de Tratamento de Água e Lodo em Pindobaçu, a execução de derivação da adutora principal para povoados, além de rede de distribuição e ligações domiciliares.
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário