Rádio Central Angico - Ba: Retirolândia – Corpo de jovem é encontrado parcialmente carbonizado e com sinais de tortura

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Retirolândia – Corpo de jovem é encontrado parcialmente carbonizado e com sinais de tortura

Os policiais que compareceram ao local onde o corpo foi encontrado, disseram ao CN que a impressão é que de que realmente houve uma sessão de tortura seguida do ato incendiário


Um agricultor residente no Povoado de Vista Bela, cuja identidade não foi revelada, ao passar pela localidade conhecida como ‘roça de Raimundo’, distante 02 km da sede de Retirolândia, numa estrada vicinal, por volta das 21h30, se deparou com um corpo parcialmente carbonizado e comunicou o fato a Polícia Militar. A guarnição de plantão foi ao local e identificou com Kaik Araújo de Assis, 18 anos, residente na Quadra D, Conjunto Habitacional ACM.

Além de parcialmente carbonizado, o corpo de Kaik apresentava sinais de tortura, principalmente nas costas, aparentando chicotadas. Os policiais que compareceram ao local onde o corpo foi encontrado, disseram ao CN que a impressão é que de que realmente houve uma sessão de tortura seguida do ato incendiário, pois havia indícios que Kaik teria se deslocado por quatro a cinco metros agonizando com o corpo em chamas, mas somente a perícia técnica do DPT de Feira de Santana para onde foi encaminhado poderá afirmar se o jovem foi queimado vivo. 


Membro de uma família de sete irmãos, sendo o mais velhos dos homens, Kaik era filho do músico Dida, ex-contrabaixista da banda Nova Energia, hoje extinta e atualmente mixador da banda Phahinô. Até as primeiras horas desta quinta-feira (23) o pai não havia sido informado do fato, pois está trabalhando na cidade de Sento Sé. 

Vizinhos disseram ao CN que viram Kaik pela última vez ás 18h de quarta-feira,22, e que era uma pessoa querida no bairro, apesar e apresentar sinais de anormalidade após ser afetado pela meningite quando tinha 14 anos e ficou com sequelas perdendo o tato da mão direita, dificuldades para falar, esquecimento e alguns momentos com certa agressividade.

Segundo a polícia, Kaik já foi preso por “vias de fato” ou seja, brigar nas ruas durante festas. 

Por: Valdemí de Assis / fotos: retironoticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário