Rádio Central Angico - Ba: Polícia identifica suspeito de matar sogros e ex-patrão com golpes de Machado

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Polícia identifica suspeito de matar sogros e ex-patrão com golpes de Machado

A polícia identificou o autor de quatro homicídios nesta terça-feira (4), na cidade de Itagi, a cerca de 400 quilômetros de Salvador. João Bispo da Silva, o “João Tatu”, 31 anos, matou as pessoas com golpes de machado e facadas e também é procurado pela polícia de Minas Gerais por outro homicídio. As vítimas do crime foram os seus sogros, Joana Pereira de Carvalho, 60 anos, e Eurides Alves Barbosa, 67, além do ex-patrão Hélio dos Santos Vieira, 58, e do capataz da fazenda de Hélio, Ernesto Barbosa dos Santos, 43. Maria Barbosa Alves, sogra do homem morto em Minas Gerais, há cerca de um mês, também foi baleada. A morte dos sogros aconteceu na Fazenda Serra Curta, onde o casal vivia. Em seguida ele foi para a fazenda onde trabalhava e executou o ex-patrão e seu capataz. Por fim, ele foi a até casa de Maria Barbosa e atirou no seu rosto.

João Bispo está sendo procurado e a polícia ainda não confirmou a motivação do crime: “Testemunhas estão depondo e podem auxiliar a polícia a localizar o criminoso, bem como dar informações que possam ajudar a esclarecer se os crimes foram motivados por vingança”. Há 20 dias, na cidade de Furtal, em Minas Gerais, o suspeito assassinou Genivaldo Santana Alves com 11 facadas. João Bispo e a vítima eram amigos e tinham viajado juntos para a cidade mineira, onde trabalhavam na colheita de laranja. A polícia mineira procurou pelo acusado por duas semanas, mas não o encontrou. Nesta terça-feira, a sogra de Genivaldo foi baleada e está internada em estado grave, no Hospital Prado Valadares, em Jequié. Uma adolescente de 13 anos, neta de Joana e Eurides, presenciou o crime contra os avós e foi levada por João Bispo, conseguindo escapar numa região conhecida como Retiro. Ela deve ser ouvida ainda hoje na Delegacia de Itagi. Policiais da 9ª Coordenadria Regional de Polícia do Interior (Jequié) e das delegacias territoriais de Itagi, Aiquara e Jitaúna trabalham na operação para captura do criminoso, com o apoio de guarnições da Polícia Militar.
 
 
(Correio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário