Rádio Central Angico - Ba: MILAGRE EM JACOBINA: MULHER SOBREVIVE MESMO APÓS SER ESTUPRADA, ESPANCADA, AMORDAÇADA E ENTERRADA VIVA PELO EX.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

MILAGRE EM JACOBINA: MULHER SOBREVIVE MESMO APÓS SER ESTUPRADA, ESPANCADA, AMORDAÇADA E ENTERRADA VIVA PELO EX.

O caso foi registrado nesta segunda-feira no povoado de Roçado de Caatinga do Moura, zona rural de Jacobina. A vítima foi a senhora Ione da Silva Araujo, de 32 anos de idade. Ela conta que ontem, 21/10, por volta das seis e trinta da manhã, foi ao quintal de sua casa em busca de água na cisterna, quando foi abordado por seu ex-companheiro, identificado como Leandro Severo da Silva, de 37 anos. Armado com uma faca tipo peixeira, Leandro a levou até um matagal próximo, onde a espancou e estuprou . Não satisfeito, o acusado, após a violência sexual, introduziu três pedaços de madeira na vagina da ex mulher e em seguida amarrou seus pés e suas mãos, a amordaçou e a enterrou viva em uma valeta aberta pelas águas das chuvas. " Fiquei desesperada sem poder respirar, mas quando percebi que ele foi embora comecei a me revirar no buraco até que a terra foi passando para debaixo do meu corpo, e consegui me esenterrar",disse dona Ione. Ela relatou ainda que se rastejou nua pelo mato até chegara no quintal de sua casa, onde foi socorrida pelo atual marido e por sua mãe, isso já pelo meio dia. Ela foi levada as pressas para o hospital em Jacobina, onde o médico que a atendeu, percebeu que ela tinha três pedaços de madeira introduzidos em sua vagina, que foram retirados pela equipe médica. Ainda bastante traumatizada a vítima disse que essa não é a primeira vez que Leandro a agride depois da separação. " Esta já é a terceira vez que ele me agride. Vivemos juntos por oito anos e estamos separados há seis, mais ele sempre me perseguiu. ". Ela disse que em fevereiro teve a casa invadida pelo ex, que estava na companhia de outro homem. Eles a sedaram e a estupraram. O caso foi registrado na delegacia de Jacobina mas o acusado não foi localizado na época. A justiça concedeu à vítima uma medida protetiva no mês de junho, obrigando Leandro a manter uma distância mínima de duzentos metros dela, mas no mês de julho ele, supostamente em retaliação por sua ex ter procurado a polícia, tentou tocar fogo no corpo de Ione jogando gasolina nela, mas foi impedido pelos vizinhos. Assim que foi comunicado do caso, o delegado Cleber Azevedo enviou uma equipe do SI da Polícia Civil de Jacobina até o povoado de Roçado, que realizou a prisão do acusado na manhã desta terça-feira. Ele foi conduzido até a delegacia de Jacobina, onde foi flagranteado por estupro e tentativa de homicídio. Agora que escapou mais uma vez da insanidade do ex, dona Ione faz um apelo. ' Espero que desta vez ele fique preso e responda pelos seus crimes, pois tenho certeza que se ele sair, vai tentar me matar novamente, e não sei se terei a mesma sorte outra vez". Depois de prestar depoimento ao delegado Cleber Azevedo e realizar exame de corpo de delito no DPT da 16ª COORPIN, dona Ione foi para sua casa, na companhia de mais algumas testemunhas do caso.

Emerson Rocha/ Bahia Acontece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário