Rádio Central Angico - Ba: Reunião da APLB-Sindicato, núcleo Mairi aconteceu sob perspectivas de melhoras no sistema educacional do município‏

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Reunião da APLB-Sindicato, núcleo Mairi aconteceu sob perspectivas de melhoras no sistema educacional do município‏

Na manhã deste sábado, 15 de fevereiro de 2014, aconteceu, na sede da APLB-Sindicato, mais uma reunião entre os membros da mesma. Estiveram presentes na reunião, professores, diretores, coordenadores, agentes públicos classes 1, 2 e 3, onde dialogaram sobre diversas temáticas acerca do início do ano letivo municipal e, de possíveis melhorias da gestão na área.

Um dos assuntos mais abordados foi a super lotação de algumas salas de aula. Para os professores presentes é impossível fazer uma boa aula para 45, 50, 54 alunos. Além disso, questões como precariedade das Unidades Escolares, que não tiveram nenhuma reforma, aparelhos de ventilação quebrados, sistema de iluminação insuficiente e falta de materiais ganharam atenção no debate.

Outra questão mencionada diz respeito a demora e falta de planejamento para se convocar as pessoas que passaram no último processo seletivo. Segundo os professores, até hoje tem escolas com séries sem professor. Alagoinhas e Aroeira tem alunos sem estudar por falta dos mesmos.

O professor Adelson colocou que visitou algumas escolas ao lado do Professor e Vereador Alan visualizando tais questões. Também mencionou que já passou os problemas para a Secretaria de Educação, aguardando que os mesmos fossem resolvidos o quanto antes.
O vereador Rogério destacou que o município recebeu um prêmio pela qualidade da merenda escolar e, que fica solidário com os professores na busca por melhorias no ensino. Também mencionou os problemas enfrentados pela gestão que tem que arcar com boa partes dos programas estaduais e federais implantados no município.
O vereador Alan pontuou a receptividade encontrada nas escolas por onde passou, acrescentando os problemas visualizados nas mesmas, como super lotação em algumas Unidades, falta de reformas e profissionais, além do não cumprimento integral do processo seletivo, uma vez que pessoas não aprovadas estão por ocupar as vagas daqueles selecionados.

Para ele, "enquanto a Prefeitura continuar como o modelo errado das famigeradas tercerizações, a educação de Mairi não avançará. O que vai para essas empresas, nos falta em material, melhoras estruturais e valorização". Informações Agmar Rios.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário