Rádio Central Angico - Ba: BARBÁRIE: HOMEM DIZ TER DISSOLVIDO 300 PESSOAS EM ÁCIDO

sábado, 23 de agosto de 2014

BARBÁRIE: HOMEM DIZ TER DISSOLVIDO 300 PESSOAS EM ÁCIDO



O que a princípio parecem ser apenas pedras marrons espalhadas pelo terreno de um pequeno sítio em Tijuana, no norte do México, são na verdade restos humanos cobertos por pó e areia.

Eles pertenceram a um número ainda incerto de pessoas que foram mortas durante os primeiros anos da guerra contra o narcotráfico e tiveram seus corpos dissolvidos em barris com ácido, soda cáustica e outros produtos químicos.

Eles ficaram ali, abandonamos em fossas por anos, até serem encontrados pelos familiares das vítimas, que mesmo assim seguem sem ter a confirmação da morte de seus entes queridos porque o que restou deles não permite realizar exames de DNA.

O autor de tal barbaridade é o ex-pedreiro Santiago Meza López, que foi preso em 2009 e confessou ter se desfeito de ao menos 300 cadáveres entregues a ele por um dos grupos que disputava o controle do narcotrático no estado mexicano da Baixa Califórnia, que fica próximo à fronteira com os Estados Unidos.


BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário