terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Maior açude público de Serra Preta está praticamente seco


O açude do Bravo, um dos maiores do município de Serra Preta, está com apenas 5% de seu volume de água. O açude público do distrito chegou a secar completamente em 2012, caso não chova, a cena dramática se repetirá em questão de dias. Dezenas de carros-pipas sugam o volume morte do açude. Segundo a prefeitura, são 500 mil litros retirados todos os dias para abastecer a zona rural, sem contar com o processo de evaporação diária, já que o sol escaldante não dá trégua. 

A Seca em Serra Preta é considerada uma das maiores da história. O calor no semiárido é tão insuportável, que até mesmo os animais procuram a todo instante se refrescar na disputada água do açude. Em visita, encontramos o carroceiro Adanilo Silva, que abastece a região de Pau Seco. Segundo o carroceiro, mesmo a água barrenta, muitas famílias usam para diversas utilidades como lavar roupas, tomar banho e cozinhar. O Pau Seco está a 10 km do açude e uma carroça de 500 litros sai por 20 reais.

Quase seco, as pessoas andam tranquilamente no meio do reservatório. Cheio, o açude possui 15 metros de profundidade e um perímetro considerável de espelho d’água. Mas hoje, o açude público se tornou um vale deserto com pouca água barrenta. O momento é bem diferente do período de chuva, quando o medo de parte da população era o rompimento da barragem pelo forte volume de água represada. 

Fonte: Mário Ângelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário